sexta-feira, 16 de agosto de 2019

PROGRAMAÇÃO FESTLUSO - 2019



PROGRAMAÇÃO FESTLUSO 2019
Sobrevivências/resistências


THEATRO 4 DE SETEMBRO
Dia 26/08 – segunda-feira
20h – Abertura Oficial
20:30h - Paulo Freire, o andarilho da utopia - Grupo Off-Sina e Espaço Cênico Produções Artísticas– Rio de Janeiro – RJ - Brasil
É no interior de Pernambuco, à sombra de uma mangueira que a história começa. Um menino com um graveto na mão inicia o seu processo de leitura do mundo. É submetido a fome, assim como grande parte da população brasileira. Na fantasia, ele aparece no espetáculo, como um astronauta, um professor, um brasileiro com sonhos e fome de tudo.  Na Infância e juventude, outra fome ocupa o seu tempo: As palavras. E ele as devora como se elas fossem pedaços de comida. E essa foi a sua busca até a eternidade: as palavras. Através delas e com elas percorre territórios disseminando a sua pedagogia de ensino e revoluciona a educação mundial. Movido pelo desejo de liberdade de si e dos outros, de justiça, igualdade, e superação dos obstáculos. 
Ficha Artística e Técnica
Cenário e Figurino – Eduardo Albini | Direção de Movimento – Michel Robin | Preparação de ator – Beth Zalcman | Preparadora corporal – Aline Bernardi | Direção de movimento – Michel Rubin |Projeto de Luz – Ricardo Lira Jr | Assessoria pedagógica – Josy Dantas | Assistente de direção – Marcia Rosa | Preparadora vocal – Jane Celeste | Letras de músicas – Ray lima e Junio Santos |Realização: Grupo Off-Sina e Espaço Cênico Produções Artísticas
Informações
Biográfico | 12 anos | 75 min

Dia 27/08 – terça-feira – 20:30h – Balada Literária – Mesa de conversas “Os trabalhadores da palavra”
Uma conversa com o escritor VALTER HUGO MÃE – Portugal/Angola
Mediação de Marcelino Freire e do ator e curador do FestLuso Francisco Pellé
Ficha Artística e Técnica
Convidado: Valter Hugo Mãe
Mediadores: Marcelino Freire e Francisco Pellé
Informações
Conversa | Livre | duração aproximada 70min
Dia 28/08 – quarta-feira – 20:30h - Suburbano Coração - Show com a cantora e compositora Rita Benneditto ao lado do violonista Jaime Alem.
Ficha Artística e Técnica
Cantora Convidada: Rita Benneditto
Violinista: Jaime Alem
Informações
Show musical | Livre | duração aproximada 90min

Dia 29/08 – quinta-feira – 20:30h - A Última Viagem do Príncipe Perfeito – Grupo Elinga-Teatro - Luanda -  Angola
Em 1975, o navio ‘Príncipe Perfeito’ realizou a sua última viagem de passageiros de Lisboa para Luanda. Na intimidade de cada um, começava a esboçar-se o fim agónico do império que o rei D. João II de Portugal, cognominado o ‘Príncipe Perfeito’, tão decisivamente ajudara a construir.
As situações a bordo, a que aludem os quatro momentos dramáticos da peça, podiam bem ter ocorrido nessa época, como reflexo nas consciências individuais das profundas transformações políticas ocorridas no período imediatamente anterior à independência de Angola, em 11/11/1975:
Ficha Artística e Técnica
Elenco: Ana Clara Hibner / Cláudia Púcuta / Raul Rosário |Texto, cenografia e direcção: José Mena Abrantes | Figurinos: Anacleta Pereira | Composição e execução musical (marimba): Raul Rosário | Coreografias: Ngau Afonsina Domingas | Desenho de luz: Rui Vidal | Cartaz: Tiago Mena Abrantes (com base num detalhe do quadro ‘4 elementos’ de David Wojnarowicz) | Produção: Elinga-Teatro 2018 (52ª produção)
Informações
Drama | M14 | 55min

Dia 30/08 – sexta-feira – 20:30h
Kangalutas – Co-Produção Folha de Medronho/Loulé Grupo de Teatro do Oprimido/Bissau
A peça tem como pano de fundo o amor que duas mulheres – uma guineense e a outra portuguesa – sentiram (ainda sentem?) pelo mesmo homem. Esse homem foi na sua juventude (início dos anos 1970) soldado do exército colonial português que combateu na Guiné. Teve um relacionamento amoroso com uma rapariga guineense do qual resultou uma filha. Com o 25 de Abril e fim da guerra, regressou a Portugal e fez uma carreira profissional e empresarial de sucesso, casando-se com uma portuguesa de quem teve também uma filha. 
Doente de um cancro maligno, deixou uma carta à filha e um testamento antes de falecer. A carta continha vários segredos do tempo em que esteve na Guiné, incluindo a existência de uma filha. No testamento determinou que parte dos seus bens seria para essa filha e fixou as condições em que a esposa e a filha portuguesa acederiam à herança que lhes cabia. De entre essas condições constava a ida da filha guineense a Portugal para não só aceder à sua herança, mas também depositar pessoalmente um cravo vermelho na sua campa.  
Ficha Artística e Técnica
Texto – Abdulai Sila | Adaptação, Encenação e Direcção Artística – João de Mello Alvim* | Dramaturgia – Edilta da Silva Dias e João de Mello Alvim* |Assistência ao encenador – | Edilta da Silva Dias | Interpretação – Alexandra Diogo*, Edilta da Silva e Elsa Maria  Ramos Gomes | Direcção de Produção – José Carlos Lopes Correia | Assistentes de produção –  Vladimir Mário Vieira | Cenário e figurinos – Domingos da Silva e João de Mello Alvim*
Recolha de sons – Mamadú Cabiro Djá | Banda sonora -  Mário de Oliveira e Elsa Maria Ramos Gomes | Fotografia, cartaz e programa – José Luís Aguilar
Vídeo – Atcho Express | Direcção de cena – Edilta da Silva Dias |
Equipa de apoio geral – Serando Camara Baldé, Claudina Joaquim Silva Gomes, Roqui Conté e Suleimane Gdjico
*Elementos da “ folha de medronho”, associação de artes performativas de Loulé/Portugal
Informações
Comédia dramática | +12 anos | 60min

Dia 31/08 – sábado – 20:30h - Ombela – grupo de teatro O POSTE SOLUÇÕES LUMINOSAS – Recife – PE - Brasil
OMBELA (a chuva) após cair resolve deixar duas gotas que se transformam em duas entidades, que são a personificação da chuva ganhando corpo e voz. Essa ( s) Ombela (s)  inventa (m) rios e  desdobra  ao som do vento  e a  cada gota  faz nascer  ou  morrer  coisas, gente e sentimentos.
Ao longo da jornada aqui na terra as vemos tomarem formas variadas absorvidas pelo processo de humanização que passam.  Ombela representa arquétipos do universo feminino, é a síntese poética onde a chuva reorienta a transfiguração dos sentidos da vida transformados na beleza da mulher e nos interroga quem somos nós e para onde vamos?
Ficha Artística e Técnica
Texto: Manuel Rui | Encenação, cenografia e plano de luz: Samuel Santos | Desenho de cenografia: Douglas Duan | Atores: Agrinez Melo e Naná Sodré | Consultoria/Estudos em Antropologia: Daniele Perin Rocha Pitta | Composição de Trilha Sonora: Isaar França | Preparação musical: Surama Ramos | Professor de Umbundo:  Alcides Pedro Matuza | Figurino: Agrinez Melo | Fotos: Lucas Emanuel | Plano de Maquiagem: Naná Sodré | Produção: O Poste Soluções Luminosas
Informações
Teatro adulto | 18anos | 60min

TEATRO ESTAÇÃO - MOSTRA DIVERSIDADE E GÊNERO

Dia 28/08 – quarta-feira – 22:30h - Trindade – Sóhomens cia de dança – Teresina – PI - Brasil
Trindade (a drag, o cavalo e o xaile)
Conjunto de três entidades, seres, objetos de igual natureza.
As descobertas e afirmações de três corpos são contextos que derramam na dramaturgia da performance através de fados portugueses. O que é ser igual na natureza? O que define sua natureza? O que te faz ser diferente ou igual ao outro? O espetáculo é um apanhado de coisas que durante a trajetória de vida dos interpretes, os fizeram ter afinidades que vão além da forma ou dos corpos, é uma condição de estar juntos na cena.
Ficha Artística e Técnica
Direção, Concepção e Coreografia: Samuel Alvís |Bailarinos: Adriano Abreu, José Nascimento e Samuel Alvís |Figurino: Adriano Abreu |Cenário e Luz: José Nascimento e Samuel Alvís| técnico de Luz e Som: Felipe Rodrigues
Informações
Dança |  18 anos | 55 min

Dia 29/08 – quinta-feira – 22:30h – A Bacia de Proust – Roberto Muniz Dias – Teresina – PI - Brasil
Pierre realiza um ritual que o faz repensar a sua vida como se fosse uma ficção
criada para ele. É um processo intenso, à medida que ele vai revelando suas
angústias, seus relacionamentos, medos e a infância frágil de um menino sensível. Os amores se polarizam nas figuras do primeiro beijo e de Maurice, atual amante, que o visita constantemente. Suas memórias são ativadas sempre que o ritual se reinicia. Pierre é um um homem, puramente, de reminiscências. 
Ficha Artística e Técnica
Elenco: Márcio Gomes| Direção: Edinho do Monte |Autor/Produção: Roberto Muniz Dias| Iluminação/Trilha Sonora: Edinho do Monte |Fotografia: Robinson Levy
Informações
Drama | M16 | 50min

Dia 30/08 – sexta-feira – 22:30h - Frango – Zé Reis – Brasília-DF/Teresina-PI - Brasil
FRANGO é uma dança que mexe com questões heteronormativas. É o pinto em crescimento. É a fragilidade reprimida no corpo. É o ser criado para o consumo. É carne de borracha. É o fracassado. É a invenção de um bicho.
Ficha Artística e Técnica
Dramaturgia e direção: Eduardo Bruno e Zé Reis | Coreografia e performance: Zé Reis |Som: Arnold Gules e Mastruz com Leite | Luz: Ana Quintas
Informações
Dança | 18anos | 45min

Dia 31/08 – sábado
22h - O Poeta e Sua Hora – A Poesia na Língua Portuguesa - Durvalino Couto Filho, Feliciano Bezerra, Lucas Rolim, Rubinho Figueiredo e convidados. – Teresina – PI – Brasil.

23h - Festa da Lusofonia – Os Faustinos – Show em homenagem a música brasileira
Informações
 Música e poesia | Livre | 120 minutos

TEATRO MUNICIPAL JOÃO PAULO II
Dia 27/08 - terça-feira – 19h - Mestre Igor  -   São Vicente/Mindelo - Cabo Verde
O espetáculo, é UMA COMÉDIA adaptada para toda a família, traz uma dinâmica contemporânea à antiga história de suspense e terror do monstro conhecido como Frankenstein, acrescentando com muito humor elementos advindos da vida moderna: a internet, as redes sociais, a fragilidade e os possíveis perigos dos relacionamentos virtuais, a diversidade sexual e de identidade de géneros. Enfim, é uma inusitada atualização dos personagens icónicos e estereotípicos do cientista louco (que não se atém à ética ou à moral em seus experimentos), do lacaio corcunda (que se porta ora como um homem  inteligente e ora é dominado por seus instintos primitivos) e do(a) noivo(a) virtual do Dr. Victor, cujo mistério, que permeia toda a trama, talvez seja revelado ao espectador no final do espetáculo.
Ficha Artística e Técnica
Texto Adaptação O (a) Noivo (a) Virtual do Dr. Victor Frankstein
Direção: Edilson Fortes | Interpretes: Adilson Spínola, Elton Delgado |  Figurinos: Coletivo | Sonoplastia: Edilson Fortes | Produção: Cia Somá Cambá, Cia Criar teatro e  Cia Craq ́otchod | Técnia: Edson Fortes | Fotográfias: Admirio Inocêncio | Língua: Crioulo e Português
Informações
Comédia | Livre | 60 min.


Dia 28/08 – quarta-feira – 19h - Ícaro – Luciano Mallmann – Porto Alegre – RS - Brasil
ÍCARO é um monólogo teatral formado por depoimentos ficcionais de pessoas cadeirantes, construído a partir da visão, experiências e percepções sobre a deficiência do autor e ator Luciano Mallmann, que também se tornou um lesado medular ao sofrer um acidente. ÍCARO segue a linha teatro documental, misturando realidade e ficção, a partir de temáticas universais como relacionamentos interpessoais, abandono, maternidade e preconceito.
Ficha Artística e Técnica
Dramaturgia e atuação: Luciano Mallmann | Direção: Liane Venturella | Trilha sonora original: Mônica Tomasi | Design de luz: Fabrício Simões | Preparação vocal: Lígia Motta | Fotografia: Renato Domingos | Identidade Visual: Walmor Corrêa | Produção: Luciano Mallmann
Informações
Teatro documental | 14anos | 70 min.

Dia 29/08 – quinta-feira - 19h - Mar Me Quer – Grupo de Teatro Girassol – Maputo - Moçambique
"Sou feliz só por preguiça. A infelicidade dá uma trabalheira pior que doença: É preciso entrar e sair dela, afastar os que nos querem consolar, aceitar pêsames por uma porção da alma que nem chegou a falecer”. - Mia Couto
MAR ME QUER conta-nos uma história de amor e conquista à beira mar, com segredos e confissões, entre a gorda e bela Luarmina e o despreocupado pescador Zeca Perpétuo, intermediados pelo avó Celestiano. 
Ficha Artística e Técnica
Texto Original: Mica Couto | Adaptação do Texto: Joaquim Matavel | Encenação: Joaquim Matavel | Cenografia: Joaquim Matavel e Rute Osório de Castro | Apoio: Faizal António | Luz e Som: Criação Conjunta
Informações
Drama | +8 anos | 45min

PRAÇA PEDRO II
Dia 30/08  - sexta-feira – 17h – Duplo Molière – Grupo Harém de Teatro – Teresina – PI -Brasil
Duplo Molière é um jogo entre o autor e sua obra entre o texto e o contexto em que viveu. Vida e obra se intercalam contando o universo de Jean Baptiste Poquelin esse autor/ator é um dos maiores artista que o mundo conheceu.
Crítico voraz da sociedade francesa, Molière atirou para todos os lados sem perdoar ninguém. Duplo Molière é 17ª Produção do Grupo Harém de Teatro em 32 anos de existência e é também o seu primeiro espetáculo feito especialmente para a rua. 
Ficha Artística e Técnica
Elenco: Francisco Pellé, Francisco de Castro, Fernando Freitas, Marcel Julian, Luciano Brandão e Kaio César.
Dramaturgia e Encenação: Arimatan Martins | Figurinos: Bid Lima | Material Cenográfico: Emanuel de Andrade | Paisagem Sonora: Fagão Silva | Operador de Som: Márcio Brito | Cabelos, Perucas e Maquiagem: Ari Carvalho | Fotos: Margareth Leite | Iluminação: Assaí Campelo | Programação Visual: Paulo Moura/Irmãodecriação. | Produção: Soraya Guimarães/Navilouca Produções
Informações:
Teatro de rua | Livre | 50min


GALERIA NONATO OLIVEIRA – CLUB DOS DIÁRIOS

Dia 27/08 – terça-feira - 16:30h – Mesa de conversas - FestLuso: Um festival, uma língua e vários povos – com Arimatan Martins, Bid Lima e João Mello Alvim. Mediação: Francisco Pellé.

Dia 29/08 – quinta-feira - 19h – Lançamento do livro Letras da Diversidade - Marleide Lins

Dia 30/08 – sexta-feira - 9h às 13:30h -  Rodada de Negócios – Cena Piauí
Esta é a primeira edição, no Piauí, das Rodadas de Negócios para as Artes Cênicas, uma prática já adotada por outros setores da economia e já utilizada por importantes festivais nacionais e internacionais. O encontro entre artistas, programadores, curadores, gestores e produtores importantes da cena contemporânea nacional e internacional visa articular e dar visibilidade  às artes cênicas do Piauí, promovendo a oportunidade para que artistas piauienses comercializem e circulem seus espetáculos pelo Brasil e  no exterior.
*Ação exclusiva para participantes selecionados para a Rodada de Negócios-Cena Piauí
PROGRAMADORES E CURADORES DOS FESTIVAIS NACIONAIS E INTERNACIONAIS
Sérgio Bacelar – Criador, Diretor e Coordenador de Curadoria do Festival do Teatro Brasileiro - FTB e Coordenador de curadoria local e internacional do Movimento Internacional de Dança - MID.
Robson Cavalcante – Coordenador geral do Festival do Inhamuns – Circo, Bonecos e Artes de Rua – CE.
Cynthia Margareth – Diretora Geral do FEVERESTIVAL – Festival Internacional de Teatro de Campinas - SP e colaboradora na gestão de equipe do FIMC - Festival Internacional de Máscaras do Cariri – CE.
João Mello Alvim – Diretor Geral do Tanto Mar – Festival Internacional de Artes Performativas de Loulé Folha de Medronho - Artes Performativas - Portugal.
Arieta Corrêa - Coordenadora e Curadora do Festival Yesu Luso – Teatro em Língua Portuguesa – São Paulo – SP - Brasil
José Mena Abrantes – Diretor do Festival Internacional de Teatro e Artes de Luanda – Angola
Geilson Sommer – Coordenador do Festival Internacional de Teatro de Santa Maria - ENTREVERO – RS - Brasil
Joaquim Matavel – Diretor Geral do Festival Internacional de Teatro de Inverno de Maputo (FITI) – Moçambique
Nando Zâmbia – Coordenador do Festival de Teatro de Alagoinhas – BA - Brasil

                                     CASA DA CULTURA DE TERESINA
Dias 28 e 29/08 (quarta e quinta-feira) – 9 às 13h – Ação formativa: Diálogos de Produção: Gestão de Coletivos Artísticos - Cynthia Margareth - Gestora Cultural, Atriz, Performer. - AFLORAR Cultura

CAFÉ GENU MORAIS
 Dia 30/08 – sexta-feira – 19h – Lançamento de Livros:
- José Mena Abrantes - Angola
- Filho bem-amado do Kongo - Kimpa Vita, a profetisa ardente

Informações:
@festluso

Nenhum comentário:

Postar um comentário